Toyota se torna signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres

Resumo do Conteúdo

  • Acordo segue o Pacto Global da ONU e da ONU Mulheres para promover a igualdade e empoderamento no local de trabalho, no mercado e na comunidade
  • Toyota, ao assinar compromisso, compromete-se com uma agenda e com um trabalho colaborativo que empodere as mulheres, como igualdade salarial, tolerância zero contra assédio, entre outros

A partir deste mês, a Toyota do Brasil passa a fazer parte da ONU WEP – Women’s Empowerment Principles -, ou Princípios de Empoderamento das Mulheres, estabelecidos pelo Pacto Global da ONU e pela ONU Mulheres. Ao adotar os WEPs, como é conhecido, a Toyota reforça o seu compromisso na promoção da equidade de gênero e do empoderamento feminino no ambiente de trabalho. 

Comprometida com o fortalecimento da diversidade e inclusão, a montadora, antes mesmo de se tornar signatária da ONU WEPS, tem investido em ações de equidade que acompanham os avanços da sociedade e traz mudanças importantes para um setor historicamente masculino. Dentre elas, a igualdade salarial entre homens e mulheres, o aumento da participação feminina na linha de produção e condições de trabalho que permitam a permanência feminina na empresa, como a possibilidade de extensão da licença-maternidade, atenção no retorno das mães e flexibilidade de horário.

“Nosso modo de agir, ligado diretamente ao Toyota Way, que é o respeito às pessoas, já englobava essa questão. Agora, como signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU, fortalecemos ainda mais nossas atividades em torno do tema Diversidade e Inclusão dentro da Toyota. Temos como compromisso buscar cada vez mais a participação das mulheres dentro da empresa e fomentar o tema na nossa cadeia de valor”, afirma Celso Simomura, Diretor de Recursos Humanos e Administração da Toyota para a América Latina e Caribe. 

Com o objetivo de ampliar as discussões, atividades e ações para tornar a Toyota uma empresa mais diversa e acolhedora para os colaboradores, a companhia iniciou em 2020, a Jornada da Equidade, composta voluntariamente por homens e mulheres através de cinco grupos de afinidades, que têm um papel fundamental na ampliação do diálogo interno. A iniciativa é responsável pelas ações de diversidade pautadas pela igualdade de gênero e projetos internos que visam envolver as mulheres e outros grupos minorizados em todas as áreas da empresa.

Como prova deste esforço, o resultado foi o crescente número de mulheres candidatas na abertura do 3º turno em Sorocaba. No total, 37% das vagas foram preenchidas por mulheres graças ao incentivo de cônjuges, parentes próximos e até mesmo indicações de colaboradores. Com isso, houve um aumento superior a 1.000% na atuação de mulheres na linha de produção nos últimos três anos. Em 2018, eram 35, hoje são mais de 400 mulheres que trabalham na produção do Corolla Cross, Yaris e Etios (somente exportação), na unidade de Sorocaba, do Corolla, em Indaiatuba; e na fabricação de motores, na planta de Porto Feliz; ampliando a diversidade e inclusão de gênero no mercado de trabalho. 

Além disso, entre as ações implementadas estão: mentorias para mulheres em cargos de liderança, durante um semestre, a fim de estimulá-las a acelerar suas carreiras na empresa. Além disso, em 2021, a montadora teve a primeira mulher integrando o conselho de administração​ da companhia e realizou treinamentos sobre diversidade, vieses inconscientes e mindset para toda a Liderança da Toyota. 

Fundação Toyota

Além dessas ações internas, diversas outras iniciativas de benefício à sociedade são postas em prática em conjunto com a Fundação Toyota. O projeto ReTornar, por exemplo, além de ser uma importante ferramenta de economia circular, que recicla resíduos da operação das fábricas, como cintos, airbags e uniformes, também capacita e gera emprego e renda para três grupos de costureiras de São Paulo. Mais de 1.500 pessoas já foram beneficiadas diretamente com as ações. 

Em outras frentes, a Fundação promove o apoio a projetos de empoderamento feminino em todos o país. Dentre as iniciativas estão: Projeto Mulheres na Conservação, que valoriza e dá visibilidade ao trabalho de pesquisa liderado por mulheres na área de Conservação no Pantanal; o Mulheres Prronto!, com a capacitação de 20 mulheres em Elétrica Predial de Baixa Tensão, em Belo Horizonte (MG); o Jovens Mulheres STEAM, que promove curso para 50 jovens mulheres nas carreiras tecnológicas, com foco nos ​conceitos de upcycling; e o Mulheres em Expressão, que aborda a qualificação de 75 mulheres por meio de oficinas de costura e culinária em Fortaleza (CE).

Com a assinatura do compromisso com a ONU Mulheres, as iniciativas passam a ser pautadas em sete princípios: 1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero; 2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não discriminação; 3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa; 4. Promover a educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres; 5. Apoiar o empreendedorismo feminino e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing; 6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social; 7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da equidade de gênero.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 

A divulgação deste material colabora para os seguintes Objetivos de Sustentabilidade da ONU:

Placa vermelha com letras brancas

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Otimizamos sua experiência durante a navegação através do uso de cookies. Continuando em nosso site, entendemos que você está de acordo com nossa Política de Cookies e de terceiros, assim como nossa Política de Privacidade.